Notícias

Secult realiza 19ª Semana Nacional de Museus

Na ocasião, Secretaria vai lançar o site do Sistema Integrado de Museus e Memoriais
Por Thaís Siqueira (SECULT)
14/05/2021 14h37 - Atualizada em em 21/05/2021 11h23

Museu de Arte Sacra é um dos espaços que terá entrada gratuitaCom o objetivo de valorizar, promover e intensificar a relação dos museus com a sociedade, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e do Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM), promove, entre de 17 a 21 de maio de 2021, a 19ª Semana Nacional de Museus. A temporada cultural é coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em parceria com instituições museais de todo o país, e realizada anualmente em comemoração ao Dia Internacional dos Museus, celebrado no dia 18 de maio. Além disso, entre os dias 17 e 23 a entrada nos museus da Secult será gratuita.

Durante a programação, será lançado o site do SIMM, que reúne informações sobre os doze espaços museais do Estado geridos pela Secult: Museu do Círio, Museu de Gemas, Museu de Arte Sacra, Museu do Estado do Pará, Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, Museu do Forte do Presépio, Museu da Imagem e do Som, Memorial da Cabanagem, Memorial Amazônico da Navegação, Memorial do Porto e Arqueologia, Memorial Verônica Tembé e Museu do Marajó, temporariamente sob a salvaguarda do SIMM/Secult.

“O site está muito rico e interessante de navegar. São fotos do acervo, vídeos sobre as exposições, conteúdo educativo abordando a história e a tipologia museal dos equipamentos, além de atividades como palestras e oficinas. Um espaço virtual atraente para o público em geral, além ser um importante ambiente de consulta de pesquisadores e estudantes. Foi um trabalho de fôlego, que envolveu dezenas de servidores de todos os 12 museus e memoriais gerenciados pela Secult”, destacou a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal.

De acordo com Armando Sobral, diretor do SIMM, com as restrições impostas pela pandemia, os museus precisaram aperfeiçoar suas ferramentas digitais como estratégias de conectividade com a comunidade. “Mais do que a busca de soluções imediatas e temporárias, as plataformas digitais mostraram que vieram para ficar e hoje se incorporam ao fluxo de informação dos museus, à difusão das suas coleções e ao alcance de público. Então, o site vem nesse momento importante para ampliar nossa rede de intercâmbio para além dessas fronteiras, ele nos permitirá difundir nossos conteúdos, ouvir a comunidade global, ampliar os debates e propiciar o acesso ao nosso patrimônio”, frisou.

Além do lançamento do site, a Semana Nacional de Museus vai incluir ainda lives sobre memória, colecionismo e identidade cultural, comunicação museal, uso das tecnologias nos museus e rap, pixo e grafite; uma oficina virtual sobre “Conservação de documentos” e uma presencial no Museu de Parauapebas sobre “Cuidados básicos com as fotografias”; e a conversa virtual “Memória audiovisual: conversa sobre preservação de imagem e som”. Todos os conteúdos serão veiculados canal Secult Pará no YouTube.

A titular da Secult, Ursula Vidal, pontua a necessidade de democratizar o acesso aos museus, mesmo neste período de isolamento. “Nesta pandemia, o mundo consolidou o entendimento de que a arte e cultura nos salvam da dor, do apagamento da história e da memória e nos lembram de quem somos, de onde viemos, de nossas potências criativas e inventivas. E os museus e memoriais são este portal, este território habitado pela genialidade humana nas artes e na cultura. Nessa Semana de Museus, estamos cumprindo uma meta prioritária para o Governo do Pará: a democratização do acesso ao nosso patrimônio”.

A cada ano, o Conselho Internacional de Museus (ICOM) lança um tema diferente como elemento norteador das atividades realizadas nesse período. Em 2021, o tema será “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”. Para Emanuel Oliveira, coordenador de Documentação e Pesquisa da Secult, o tema escolhido este ano propõe uma reflexão urgente sobre esses espaços.

“Reavaliar e reimaginar trajetórias institucionais é uma das bandeiras levantadas pela atual gestão do SIMM, que tem se ocupado não apenas em ventilar o debate em torno do trabalho dos museus geridos pela Secult, mas também se dedicado à construção de um ambiente virtual que propicie uma comunicação mais eficiente junto aos seus diferentes públicos. Se há algo de positivo que podemos tirar dessa que é a mais grave crise sanitária dos últimos anos, é a certeza de que os museus são bem mais que locais de salvaguarda para objetos alienados do convívio em sociedade, são sobretudo, ferramentas poderosas que conectam pessoas entre si e ao seu território”, explica Emanuel.

Tradição – A Semana Nacional de Museus é realizada desde 2011. O objetivo da data é incentivar a população ao hábito de visitar e apreciar os museus em sua diversidade artística e cultural. A cada evento, o Ibram faz uma avaliação e mensura os resultados, disponibilizando informações que podem auxiliar municípios, estados e a União a ajustarem suas ações em prol do desenvolvimento e da consolidação do setor museal.

O Dia Internacional dos Museus foi criado em 1977, por iniciativa do ICOM – Conselho Internacional de Museus, um organismo que integra a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). A cada ano, o ICOM escolhe um tema específico para debater durante o Dia Internacional dos Museus. Além de palestras e workshops, nessa data muitos museus têm entrada gratuita para acesso as suas principais exposições. Assim, no Dia Internacional dos Museus a atividade mais comum é fazer um tour pelos principais museus da cidade. (Com informações de Gorete Lourinho).


Serviço:
19ª Semana Nacional de Museus
Data: 17 a 21 de maio
Local: Canal Secult Pará no YouTube

Programação completa:
Segunda-feira (17/05)
LIVE 1 - “Recuperar a memória: os 22 anos de criação do Sistema Integrado de Museus e Memoriais”
Horário: 19h às 20h

Terça-feira (18/05)
Live 2 - “Colecionismo e identidade cultural: revisando a história das coleções de Arqueologia do Estado do Pará”
Horário: 19h às 20h

Quarta-feira (19/05)
Oficina virtual: “Conservação de documentos”
Horário: 10h30 às 11h30

LIVE 3 - “Repensando o museu do presente: a comunicação museal em tempos de pandemia”
Horário: 19h às 20h

Quinta-feira (20/05)
Conversa virtual: “Memória audiovisual: conversa sobre preservação de imagem e som”
Horário: 17h às 18h

LIVE 4 - “Futuros digitais e a emergência de novos patrimônios”
Horário: 19h às 20h

Sexta-feira (21/05)
Oficina: “Cuidados básicos com as fotografias”
Horário: 16h às 17h

LIVE 5 - "Interoperabilidade: museus e suas perspectivas no uso das tecnologias”
Horário: 17h às 18h

LIVE 6 - “Rap, pixo e grafite: reimaginando a arte contemporânea a partir das bordas”
Horário: 19h às 20h